Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Perguntas

Tenho buscado respostas durante minha vida inteira. Aquelas dúvidas interiores referentes à vida, morte, passado, presente e futuro.
Crises existenciais fazem parte da vida de qualquer pessoa. Não dá pra dizer que existe uma unica alma que não tenha lá seus demônios particulares. É inerente à condição humana.
Daí então o espírito se inquieta, a mente vaga e, quase que instintivamente, o homem sai à procura de respostas. E, como eu, pode passar a vida toda sem encontrar.
Algumas vezes as respostas estão bem diante do nariz, ao alcance das mãos, óbvias, porém, a inquietação é tão grande que, mesmo desejando tanto saber, o homem não enxerga a resposta.
Há quem diga que é isso o que motiva a vida,a busca por respostas, por sentido em meio a uma realidade tão ilógica,tão egoísta.
Contudo, estou percebendo que, na verdade, o que tem motivado minha vida não são as respostas, são as perguntas. Enquanto houverem perguntas, ainda valerá a pena. Quem sabe os demônios não sejam pra ser exorcizados? Infelizmente, a ideologia judaico-cristã vê o que assume ter lá os seus demônios como censurável, vítima de um mal terrível e carente de redenção.
Mas, não é redenção que estou procurando, eu quero novas perguntas, não ter certeza, nem discurso pronto. Eu quero arriscar, e só descobrir no final.
Porque eu não sou covarde.

2 comentários:

  1. Será que isso é não ser covarde?

    ResponderExcluir
  2. ë apenas um ponto de vista, de alguém que quer trocar as respostas prontas, disfarçadas de religiosidade, pelo risco de assumir que não sabe, porém, está disposto a fazer as perguntas E ouvir todas as respostas, a favor, ou contra o meu ponto de vista, porque não tenho medo, t enho dúvidas... (Ivan)

    ResponderExcluir